Estamos diante de mais um tempo estranho e violento, como todos, e numa sucessão de catástrofes imprevisíveis. Assim, estamos sempre diante de um tempo para o poema. O método da exaustão, de Manoel Ricardo de Lima, foi escrito com o risco e o enfrentamento do presente, numa linha difusa entre um pensamento que vem da matemática e da filosofia e numa língua que “perdeu definitivamente o possessivo”: “sem eu / sem me / sem meu”. João Barrento, crítico e tradutor português, no prefácio, chama atenção a isso e diz que desde os livros anteriores, o poeta, nascido no Piauí,  procura um misto de sabotagem e saque com uma imaginação extremamente densa e inventiva, “fora dos trilhos mais habituais da poesia, recusando a fala de um eu para escutar as vozes do mundo, num registro progressivamente menos metafórico e mais cru e direto, e acrescentando a todos esses ecos os que lhe chegam de uma tradição (poética, científica, filosófica, artística em geral, dos Gregos à atualidade) [...] como quando vira do avesso a noção estigmatizada de ‘força’, agora lida (com Leonardo e Galileu, Pasolini e Benjamin) em sentido novo, o de ‘pujança’ (o conatus que anima o vivo em Spinoza), oposto à rigidez estática e asfixiante da ‘forma’.” À margem de qualquer ideia de gênero, este quarto livro de poemas de Manoel Ricardo de Lima, composto de 11 peças mais longas e fragmentadas, nos remete também a um tratado de política e abre uma mínima possibilidade para alguma esperança. Ele anota que o “impossível AINDA / existe” e que “não há nada para / ver meramente com / os olhos”. O método da exaustão é um livro que vem como uma emergência e uma exigência deliberada aos tempos de agora.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
O método da exaustão 
Autor: Manoel Ricardo de Lima
Editora: Edições Garupa
ISBN: 9788559860368
Idioma: Português
Altura: 19 cm
Largura: 14 cm
Edição: 1ª
Ano de lançamento: 2020 
Número de páginas: 196

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.

O método da exaustão

R$50,00
O método da exaustão R$50,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Sala Tatuí Por causa da pandemia do coronavírus, a Banca Tatuí está fechada. De toda forma, pedidos podem ser retirados na Sala Tatuí, que fica em frente à Banca Tatuí, na Santa Cecília, de segunda a sexta-feira. Após a confirmação do pagamento, aguarde nosso contato.

    Grátis

Estamos diante de mais um tempo estranho e violento, como todos, e numa sucessão de catástrofes imprevisíveis. Assim, estamos sempre diante de um tempo para o poema. O método da exaustão, de Manoel Ricardo de Lima, foi escrito com o risco e o enfrentamento do presente, numa linha difusa entre um pensamento que vem da matemática e da filosofia e numa língua que “perdeu definitivamente o possessivo”: “sem eu / sem me / sem meu”. João Barrento, crítico e tradutor português, no prefácio, chama atenção a isso e diz que desde os livros anteriores, o poeta, nascido no Piauí,  procura um misto de sabotagem e saque com uma imaginação extremamente densa e inventiva, “fora dos trilhos mais habituais da poesia, recusando a fala de um eu para escutar as vozes do mundo, num registro progressivamente menos metafórico e mais cru e direto, e acrescentando a todos esses ecos os que lhe chegam de uma tradição (poética, científica, filosófica, artística em geral, dos Gregos à atualidade) [...] como quando vira do avesso a noção estigmatizada de ‘força’, agora lida (com Leonardo e Galileu, Pasolini e Benjamin) em sentido novo, o de ‘pujança’ (o conatus que anima o vivo em Spinoza), oposto à rigidez estática e asfixiante da ‘forma’.” À margem de qualquer ideia de gênero, este quarto livro de poemas de Manoel Ricardo de Lima, composto de 11 peças mais longas e fragmentadas, nos remete também a um tratado de política e abre uma mínima possibilidade para alguma esperança. Ele anota que o “impossível AINDA / existe” e que “não há nada para / ver meramente com / os olhos”. O método da exaustão é um livro que vem como uma emergência e uma exigência deliberada aos tempos de agora.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
O método da exaustão 
Autor: Manoel Ricardo de Lima
Editora: Edições Garupa
ISBN: 9788559860368
Idioma: Português
Altura: 19 cm
Largura: 14 cm
Edição: 1ª
Ano de lançamento: 2020 
Número de páginas: 196

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.