Livro de estreia da artista Ana Frango Elétrico, Escoliose: paralelismo miúdo reúne poemas, gravuras e ilustrações feitos entre 2015 e 2019. Nele, a autora assimila poéticas várias para compor o conceito-chave de seu trabalho, autodenominado “paralelismo miúdo”: de Yoko Ono a Ana Cristina Cesar, passando por Rimbaud e Garcia Lorca, pela poesia concreta, pela blague modernista e pelo ready-made. A todas elas, Ana imprime sua marca pessoal e intransferível, já conhecida do público pelas letras de seus dois discos (muitas das quais surgiram a partir de poemas), amparada em sua vivência de jovem artista do terceiro milênio. “Trata-se de uma poesia com outro DNA geracional” – afirma Heloisa Buarque de Holanda, no posfácio – “um DNA quase insolente, que, partindo radicalmente para o testemunho pessoal e localizado, desmistifica toda e qualquer aura da poesia (pelo menos aquela dos nobres tempos dos cânones masculinos) em prol da liberação de uma fala corporal, libertária”.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Escoliose: paralelismo míudo
Autora:  Ana Frango Elétrico
Editora: Edições Garupa
ISBN: 9788559860306
Idioma: Português
Altura: 20 cm
Largura: 13 cm
Edição: 1ª
Ano de lançamento: 2020 
Número de páginas: 88

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí

Escoliose: paralelismo míudo

R$45,00
Escoliose: paralelismo míudo R$45,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Sala Tatuí Por causa da pandemia do coronavírus, a Banca Tatuí está fechada. De toda forma, pedidos podem ser retirados na Sala Tatuí, que fica em frente à Banca Tatuí, na Santa Cecília, de segunda a sexta-feira. Após a confirmação do pagamento, aguarde nosso contato.

    Grátis

Livro de estreia da artista Ana Frango Elétrico, Escoliose: paralelismo miúdo reúne poemas, gravuras e ilustrações feitos entre 2015 e 2019. Nele, a autora assimila poéticas várias para compor o conceito-chave de seu trabalho, autodenominado “paralelismo miúdo”: de Yoko Ono a Ana Cristina Cesar, passando por Rimbaud e Garcia Lorca, pela poesia concreta, pela blague modernista e pelo ready-made. A todas elas, Ana imprime sua marca pessoal e intransferível, já conhecida do público pelas letras de seus dois discos (muitas das quais surgiram a partir de poemas), amparada em sua vivência de jovem artista do terceiro milênio. “Trata-se de uma poesia com outro DNA geracional” – afirma Heloisa Buarque de Holanda, no posfácio – “um DNA quase insolente, que, partindo radicalmente para o testemunho pessoal e localizado, desmistifica toda e qualquer aura da poesia (pelo menos aquela dos nobres tempos dos cânones masculinos) em prol da liberação de uma fala corporal, libertária”.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Escoliose: paralelismo míudo
Autora:  Ana Frango Elétrico
Editora: Edições Garupa
ISBN: 9788559860306
Idioma: Português
Altura: 20 cm
Largura: 13 cm
Edição: 1ª
Ano de lançamento: 2020 
Número de páginas: 88

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí