A menstruação de Valter Hugo Mãe foi publicado pela primeira vez em 2017, em Portugal, pelo escritor português Valter Hugo Mãe em seu projeto não-comercial Casa Mãe. Neste livro, Carla Diacov retoma o sangue menstrual de suas pinturas e traça uma linhagem de poemas em que o feminino, que aqui não se relaciona necessariamente ao sexo, se torna motor, fogo e papel em constante combustão, em um diálogo intenso e vermelho com os romances de Mãe. Para o crítico Marcelo Reis de Mello, em suas notas sobre o livro no site Escamandro, "o signo do sangue, seja por via das “aquarelas” ou dos versos vermelhos deste livro, devém aqui como estratégia de abertura. Abertura dos significados aos quais gostaríamos de nos agarrar, mas que acabam cedendo, vazam, como se os próprios poemas fossem uma espécie de resíduo fecundante porém não fecundado de um óvulo, como se as palavras fossem de algum modo tão inúteis (frente a uma visão de 'vida útil' e organizada: um 'ciclo reprodutivo') e sobrassem, sanguinolentos, apenas alguns versos torcidos entre discretos coágulos – este vermelho que lava, que leva consigo uma certa ideia de humanidade, este sangue – não o sangue do meu sangue – mas este, o filho possível".

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
A menstruação de Valter Hugo Mãe
Autora: Carla Diacov
Editora: Edições Macondo
ISBN: 978-85-93715-40-2
Idioma: Português
Altura: 18 cm
Largura: 12 cm
Edição: 1ª Edição
Ano de lançamento: 2020
Número de páginas: 56

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.

A menstruação de Valter Hugo Mãe

R$35,00
A menstruação de Valter Hugo Mãe R$35,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Sala Tatuí Por causa da pandemia do coronavírus, a Banca Tatuí está fechada. De toda forma, pedidos podem ser retirados na Sala Tatuí, que fica em frente à Banca Tatuí, na Santa Cecília. O horário para retirada será combinado por telefone. A equipe Tatuí entrará em contato!

    Grátis

A menstruação de Valter Hugo Mãe foi publicado pela primeira vez em 2017, em Portugal, pelo escritor português Valter Hugo Mãe em seu projeto não-comercial Casa Mãe. Neste livro, Carla Diacov retoma o sangue menstrual de suas pinturas e traça uma linhagem de poemas em que o feminino, que aqui não se relaciona necessariamente ao sexo, se torna motor, fogo e papel em constante combustão, em um diálogo intenso e vermelho com os romances de Mãe. Para o crítico Marcelo Reis de Mello, em suas notas sobre o livro no site Escamandro, "o signo do sangue, seja por via das “aquarelas” ou dos versos vermelhos deste livro, devém aqui como estratégia de abertura. Abertura dos significados aos quais gostaríamos de nos agarrar, mas que acabam cedendo, vazam, como se os próprios poemas fossem uma espécie de resíduo fecundante porém não fecundado de um óvulo, como se as palavras fossem de algum modo tão inúteis (frente a uma visão de 'vida útil' e organizada: um 'ciclo reprodutivo') e sobrassem, sanguinolentos, apenas alguns versos torcidos entre discretos coágulos – este vermelho que lava, que leva consigo uma certa ideia de humanidade, este sangue – não o sangue do meu sangue – mas este, o filho possível".

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
A menstruação de Valter Hugo Mãe
Autora: Carla Diacov
Editora: Edições Macondo
ISBN: 978-85-93715-40-2
Idioma: Português
Altura: 18 cm
Largura: 12 cm
Edição: 1ª Edição
Ano de lançamento: 2020
Número de páginas: 56

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.