PLACEBO é um procedimento falso, que apresenta efeitos terapêuticos devido a causas psicológicas do paciente que será tratado: é algo que alcança seu efeito máximo na subjetividade.

José Maria Brindisi leva a subjetividade até o esgotamento neste livro, seja na linguagem sem fôlego, na asfixia de Becerra, o protagonista, ou na trama vertiginosa. PLACEBO é um romance que fala sobre a decadência do corpo, da mente, sobre o tempo que passa e destrói tudo ao nosso redor: dos casamentos a amizades.
Há uma dialética vigente aqui: vida e morte, saúde e doença, juventude e velhice, passado e presente, cidade grande e cidade pequena, caos e tranquilidade, tesão e frigidez; esses pontos opostos se espelham, fazendo com que o leitor se sinta aprisionado em um caleidoscópio de um parágrafo só, buscando sair dessas dualidades que abatem os personagens da história, principalmente a Becerra, que está exausto, decadente, meio morto, como um cavalo definhando largado no meio de uma estrada, buscando salvar o melhor amigo, a esposa, a amante, a mãe, seu mundo, que estão em ruínas.

Construída entre o abismo da existência e um personagem prestes a implodir, a prosa de José Maria Brindisi em PLACEBO é um ar quente na literatura argentina contemporânea: uma experiência inquietante e imperdível.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Placebo
Autor: José María Brindísi
Editora: Moinhos
ISBN: 978-65-50260-54-5
Idioma: Português
Altura: 21 cm
Largura: 14 cm
Edição: 1ª
Ano de lançamento: 2020
Número de páginas: 100

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.

Placebo

R$45,00
Placebo R$45,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Sala Tatuí Por causa da pandemia do coronavírus, a Banca Tatuí está fechada. De toda forma, pedidos podem ser retirados na Sala Tatuí, que fica em frente à Banca Tatuí, na Santa Cecília. O horário para retirada será combinado por telefone. A equipe Tatuí entrará em contato!

    Grátis

PLACEBO é um procedimento falso, que apresenta efeitos terapêuticos devido a causas psicológicas do paciente que será tratado: é algo que alcança seu efeito máximo na subjetividade.

José Maria Brindisi leva a subjetividade até o esgotamento neste livro, seja na linguagem sem fôlego, na asfixia de Becerra, o protagonista, ou na trama vertiginosa. PLACEBO é um romance que fala sobre a decadência do corpo, da mente, sobre o tempo que passa e destrói tudo ao nosso redor: dos casamentos a amizades.
Há uma dialética vigente aqui: vida e morte, saúde e doença, juventude e velhice, passado e presente, cidade grande e cidade pequena, caos e tranquilidade, tesão e frigidez; esses pontos opostos se espelham, fazendo com que o leitor se sinta aprisionado em um caleidoscópio de um parágrafo só, buscando sair dessas dualidades que abatem os personagens da história, principalmente a Becerra, que está exausto, decadente, meio morto, como um cavalo definhando largado no meio de uma estrada, buscando salvar o melhor amigo, a esposa, a amante, a mãe, seu mundo, que estão em ruínas.

Construída entre o abismo da existência e um personagem prestes a implodir, a prosa de José Maria Brindisi em PLACEBO é um ar quente na literatura argentina contemporânea: uma experiência inquietante e imperdível.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Placebo
Autor: José María Brindísi
Editora: Moinhos
ISBN: 978-65-50260-54-5
Idioma: Português
Altura: 21 cm
Largura: 14 cm
Edição: 1ª
Ano de lançamento: 2020
Número de páginas: 100

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.