Estar de banzo, viver e senti-lo possui uma relação de contexto. Da ausência vivida pelo que está longe de nós, irmanada na presença da saudade, da sensação de perdermos o chão seja por um lugar ou por uma pessoa. Palavra impregnada da escravidão, o banzo, a saudade extrema, matava os escravos ainda nas embarcações. Beto Figueiroa batizou tais imagens com o peso e a potencialidade imaginativa que o termo enuncia. O sentido da palavra deambula por outras sensações como a dor da melancolia, da tristeza que embota a alma e tira todas as certezas do caminho.

As imagens de Banzo discursam por entre o que a palavra sugere. No entanto, a força imagética salta para uma visualidade que percorre a abstração, solo de desvios, de contextos apreendidos pelo acaso tanto quanto de sonhos interrompidos, lampejos da vista. Foi assim que surgiu Banzo, pela sensibilidade em ver coisas possíveis para sentimentos da vida, que a fotografia faz (às vezes) de cenário.

Banzo é o fotolivro #3 da coleção Olhavê {Projeto}, coleção de livros de fotografia de autores contemporâneos brasileiros. Os trabalhos inéditos se alinham ao recorte da coleção que prima por narrativas concisas com ênfase na potência poética. A edição dos ensaios problematiza temas e histórias, preservando o discurso subjetivo.

Produto exclusivo na loja virtual e na Sala Tatuí. Se quiser vê-lo pessoalmente, marque uma visita: www.salatatui.com.br

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Banzo
Autor: Beto Figueiroa
Editora: Olhavê
ISBN: 978-85-68804-02-5
Idioma: Português
Edição: 1ª
Altura: 20,5 cm
Largura: 27 cm
Ano de lançamento: 2016
Número de páginas: 32

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.

Banzo
R$45,00
Quantidade
Banzo R$45,00

Conheça nossas opções de frete

Estar de banzo, viver e senti-lo possui uma relação de contexto. Da ausência vivida pelo que está longe de nós, irmanada na presença da saudade, da sensação de perdermos o chão seja por um lugar ou por uma pessoa. Palavra impregnada da escravidão, o banzo, a saudade extrema, matava os escravos ainda nas embarcações. Beto Figueiroa batizou tais imagens com o peso e a potencialidade imaginativa que o termo enuncia. O sentido da palavra deambula por outras sensações como a dor da melancolia, da tristeza que embota a alma e tira todas as certezas do caminho.

As imagens de Banzo discursam por entre o que a palavra sugere. No entanto, a força imagética salta para uma visualidade que percorre a abstração, solo de desvios, de contextos apreendidos pelo acaso tanto quanto de sonhos interrompidos, lampejos da vista. Foi assim que surgiu Banzo, pela sensibilidade em ver coisas possíveis para sentimentos da vida, que a fotografia faz (às vezes) de cenário.

Banzo é o fotolivro #3 da coleção Olhavê {Projeto}, coleção de livros de fotografia de autores contemporâneos brasileiros. Os trabalhos inéditos se alinham ao recorte da coleção que prima por narrativas concisas com ênfase na potência poética. A edição dos ensaios problematiza temas e histórias, preservando o discurso subjetivo.

Produto exclusivo na loja virtual e na Sala Tatuí. Se quiser vê-lo pessoalmente, marque uma visita: www.salatatui.com.br

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Banzo
Autor: Beto Figueiroa
Editora: Olhavê
ISBN: 978-85-68804-02-5
Idioma: Português
Edição: 1ª
Altura: 20,5 cm
Largura: 27 cm
Ano de lançamento: 2016
Número de páginas: 32

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.