Mariana Degani


CD Furtacor - Mariana Degani

R$25,00

Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

Graças a um fenômeno óptico, alguns tipos de materiais se comportam como prisma. Promovem a difração da luz branca mostrando assim as cores do espectro visível. Conchas, bolhas de sabão. Alguns insetos e pássaros. A poça de óleo escorrendo no asfalto. O arco íris que brota em suas superfícies, reage conforme a luz, o ângulo do olhar e o movimento, criando tonalidades mutantes que se sucedem numa dança colorida. *FURTACOR* é o nome deste conjunto de poesia-imagem-sonora e das experiências multisensoriais ao que pode-se chamar de show. *FURTACOR* se alimenta de cores, vivências, texturas, parcerias, e reflete um espaço sonoro-visual que é um pouco de tudo o que respira em nova composição. Camadas de fragmentos ilustrados, palavras, registros fotográficos e sons são alinhavados neste caderno de colagens, um mash up de referências e amigos-luz. *FURTACOR* é cor antropofágica. Espelha, processa, transfigura. Incorpora características transformando-as. É uma, e também é todas. É cor em eterna transformação.

A cantora e compositora Mariana Degani combina inspirações visuais com referências tropicais e urbanas, alinhavadas por vocais distintos. Música brasileira orgânica com beats eletrônicos e um sabor refrescante.

Graduada na faculdade de Moda Santa Marcelina, vem desenvolvendo figurinos, cenários, objetos e acessórios para moda e arte. Ao mesmo tempo, como vocalista da banda paulistana Loungetude46, gravou dois discos e fez turnês pelo Brasil e Europa.

FURTACOR, o primeiro álbum da carreira solo de Mariana foi lançado em Março de 2016, produzido por Remi Chatain. Gravado entre 2014-2015 em São Paulo, o disco traz a participação de membros da Trupe Chá de Boldo, Araticum e Loungetude46. Do estúdio Copan, Victor Rice trabalhou na mix e Grant Phabao, da Paris DJ’s, deu os últimos retoques.

A foto da capa é do aclamado fotógrafo Jorge Bispo e o encarte é uma compilação de desenhos, fotos, pinturas, bordados e texturas - o caderno da própria artista -, que também assina o projeto gráfico.

Em 2014 e 2015 fez turnês na França, Espanha e Portugal. Em 2016, Remi e Mariana transformaram um kombi amarela e casa/estúdio a quem deram o nome AMARilda. Com ela, o duo passou dois meses Preparadxs e providxs de todo equipamento de som e vídeo necessário, se apresentaram tanto em salas de teatros em capitais, como no SESC Palladium em BH ou no Teatro Dulcina em Brasília, como em praças e espaços públicos de pequenas cidades, como no coreto do Vale do Capão (BA) ou na praça Diogo Telles, em Cavalcante (GO) entre outros. Fizeram shows por MG, ES, BA, GO, DF além de São Paulo.

Mariana canta seu universo sinestésico. Inspirada por diferentes atmosferas, ela usa o simbolismo das cores, dos pássaros, da natureza e cenários urbanos para fazer poesia sobre a vida, amor e críticas sociais. O trabalho visual entra em cena em vídeo projeções como uma janela, onde diferentes paisagens visuais e sonoras levam o público a uma viagem.

FAIXAS
1 - Prelúdio *FURTACOR*
2 - Nada Nada
3 - Ilustrar Aumenta o Mundo
4 - AmorCroma
5 - Canto às Vadias
6 - Se Inês Tesia
7 - Pássaro Cetim
8 - Tuiuiú
9 - Corta Brisa
10 - Ser Tão
11 - Dois Pontos
12 - É Muito Fim

Data de lançamento: 08/03/2016
Gravadora: Tratore
Produção: Remi Chatain

Prazo de entrega: em até 7 dias úteis

Siga-nos: