México, 1519. Durante a violenta empreitada colonial espanhola, Hernan Cortés introduz nas Américas o plantio de cânhamo. Em segredo, os nativos começam a consumir a planta. Ao ser levada aos Estados Unidos por imigrantes em busca de trabalho, é compartilhada com trabalhadores negros. Em pouco tempo, a maconha seria denunciada por autoridades como um vício típico de “raças inferiores”. Era o início de toda uma era de desinformação, destinada a criar pânico em relação a uma planta utilizada pela humanidade durante milhares de anos. A cannabis acabaria incluída na Lista I de substâncias controladas, ao lado da heroína. Foi o primeiro passo na chamada “Guerra às Drogas”, que tinha como alvo principal jovens negros, encarcerados aos milhares por pequenos delitos. Com suas raízes em factoides e estudos tendenciosos, essa é a história da relação complexa e carregada de tensões raciais dos Estados Unidos com a maconha.. Uma história que continua até hoje. Box Brown mergulha fundo nessa controvérsia histórica para criar um “argumento em quadrinhos” divertido e extensamente pesquisado sobre o legado da proibição da maconha nos Estados Unidos.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Cannabis: A ilegalização da maconha nos Estados Unidos
Autor: Box Brown
Editora: Mino
ISBN: 9788569032472
Idioma: Português
Altura: 22 cm 
Largura: 15,5cm 
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2019
Número de páginas: 256

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.

Cannabis: A ilegalização da maconha nos Estados Unidos

R$69,90
Cannabis: A ilegalização da maconha nos Estados Unidos R$69,90
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Sala Tatuí Por causa da pandemia do coronavírus, a Banca Tatuí está fechada. De toda forma, pedidos podem ser retirados na Sala Tatuí, que fica em frente à Banca Tatuí, na Santa Cecília. O horário para retirada será combinado por telefone. A equipe Tatuí entrará em contato!

    Grátis

México, 1519. Durante a violenta empreitada colonial espanhola, Hernan Cortés introduz nas Américas o plantio de cânhamo. Em segredo, os nativos começam a consumir a planta. Ao ser levada aos Estados Unidos por imigrantes em busca de trabalho, é compartilhada com trabalhadores negros. Em pouco tempo, a maconha seria denunciada por autoridades como um vício típico de “raças inferiores”. Era o início de toda uma era de desinformação, destinada a criar pânico em relação a uma planta utilizada pela humanidade durante milhares de anos. A cannabis acabaria incluída na Lista I de substâncias controladas, ao lado da heroína. Foi o primeiro passo na chamada “Guerra às Drogas”, que tinha como alvo principal jovens negros, encarcerados aos milhares por pequenos delitos. Com suas raízes em factoides e estudos tendenciosos, essa é a história da relação complexa e carregada de tensões raciais dos Estados Unidos com a maconha.. Uma história que continua até hoje. Box Brown mergulha fundo nessa controvérsia histórica para criar um “argumento em quadrinhos” divertido e extensamente pesquisado sobre o legado da proibição da maconha nos Estados Unidos.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Cannabis: A ilegalização da maconha nos Estados Unidos
Autor: Box Brown
Editora: Mino
ISBN: 9788569032472
Idioma: Português
Altura: 22 cm 
Largura: 15,5cm 
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2019
Número de páginas: 256

Clique neste link para conhecer o prazo de entrega e outros detalhes da Banca Tatuí.